No dia 13 de janeiro de 1953, Luiz Alves Nunes Filho seguiu para o município de Marumbi, para abrir uma propriedade da família, próxima ao Ribeirão Água dos Patos. O objetivo era o plantio de café. A geada e o fogo foram enfrentados naquele ano. No dia 17 de agosto de 1953, uma queimada realizada em uma área, que se acreditava controlada, reascendeu cinco dias depois em virtude de fortes ventos. Sua esposa Ermelinda, grávida do segundo filho, foi obrigada a jogar água nas paredes da casa de madeira para evitar que as chamas a destruíssem. Dez anos depois, em 1963, aquela área já estava muito modificada e eles, mais preparados para enfrentar os problemas ocorridos. Assista a entrevista, concedida por ele em 12 de julho de 2015.

Entrevista: José Luiz Alves Nunes

Imagens e edição: Fernando Bianchi

Local: Londrina, 12 de Julho de 2015.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *